Erótika Exxxperience acontece entre os dias 9 e 11 de junho em São Paulo

Espetáculos, shows, brincadeiras eróticas, striperboys e muita festa estão confirmados para todos os dias de evento

A Erótika Fair, feira do mercado erótico brasileiro, se dividiu em Erótika For Business (evento exclusivo de negócios) e Erótika Exxxperience que trará ao público as sensações que o parque temático Erótka Land irá proporcionar.

O evento acontecerá entre os dias 09 e 11 de Junho, no Palácio das Convenções do Anhembi, em São Paulo. Uma das novidades da feira é o Erótika Tour, que irá provocar experiências eróticas em diversas salas e situações que irão surpreender, entre outros, brincando com os sentidos do público em corredores quase escuros. Além disso, os amantes do erotismo contarão com diversas atrações e ainda poderão aproveitar os produtos exclusivos da Loja do Prazer, em uma estrutura de 800 m².

Shows eróticas e striperboys estão confirmados para todos os dias de evento.

Serviço:
Erótika Exxxperience
Data: 9 a 11 de Junho
Local: Palácio das Convenções do Anhembi
Rua Professor Milton Rodrigues – Santana
Horário: 09/06 das 14h às 22h, e nos dias 10 e 11/06 das 10h às 22h
Portadores de necessidades especiais e maiores de 65 anos não pagam ingresso.
Venda de ingressos através do site www.pikante.com.br. Os valores variam de R$ 50 para individual, R$ 80 casal, independentemente da orientação sexual, e a comprovação será com beijo na boca (“selinho” não vale) e R$ 500 para os três dias de evento mais benefícios.
Site oficial do evento: https://erotikaxxxp.com.br
Evento rigorosamente proibido para menores de 18 anos

Siga-nos no Facebook!

2 Comentários em Erótika Exxxperience acontece entre os dias 9 e 11 de junho em São Paulo

  1. Senhores, bom dia.

    Estive, pela segunda vez, na feira erótica, no sábado, dia 10. Gostei de muitas coisas: local de fácil acesso, espaço confortável, bem frequentado, bons shows, em especial os de dança e de polidance, porém, não posso deixar de registrar duas situações que considero de extremo mal gosto, e até mesmo de violência contra a mulher.
    A primeira aconteceu na tenda temática da Nefertith, quando em uma encenação, a personagem Nefertith submetia sua escrava a sessão de tortura. A atriz (escrava) teve os olhos vendados e outra atriz (a rainha) a submeteu a atos constrangedores e absolutamente desnecessários na vida real, como introduzir uma raiz de gengibre em sua vagina na presença de dezenas de pessoas. Em outra tenda, a “Barraca do Beijo”, uma jovem, que posou como modelo para a pintura corporal foi utilizada, também, para a demostração das formas de utilização do vibrador (“consolo”)por outras duas participantes do evento. A jovem foi exposta nua e frequentadores da exposição,foram convidados a introduzir o objeto em sua vagina, em posições constrangedoras, em público.
    Entendo que se trata de feira de erotismo voltado para pessoas adultas , sendo, muitas delas, praticantes de swuing e outras modalidades, porém, deve permanecer sempre o respeito e a valorização do ser humano, e, em especial, o da mulher, tendo em vista as lutas e conquistas às quais fomos submetidas ao longo da história da humanidade na luta contra a violência física e moral.Certamente essas mulheres o fizeram por necessidade financeira, não impondo limites à sua exposição.
    Não conversei com as profissionais citadas nas cenas, mas algumas trabalhadoras do evento, com as quais falei, informaram que são prostitutas e participam de eventos como esse e fazem também filmes pornográficos, porém, nada justifica a forma como estas foram expostas, independente de qual seja a profissão ou origem delas.
    Aguardo a feira erótica do próximo ano e também a cidade erótica, já prevista e divulgada e deixo duas sugestões: a primeira, como mulher e pessoa, que eu não gostaria de presenciar novamente cenas bizarras, violentas e desumanas como as citadas, pois para qualquer situação deve haver respeito à mulher e a pessoa humana, independente da sua condição, sem excessos. A segunda, como frequentadora, que as pessoas sejam convidadas a comparecer em trajes temáticos, pois tornaria o evento muito mais criativo e divertido. Os participantes seriam atração à parte. Tenho certeza de que muitos participantes compartilham desta ideia. Poderia haver vestiários para troca de roupa para os que não poderiam vir caracterizados.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*