Governo de SP assina contrato para fabricação de 8 trens para o aeroporto internacional de Guarulhos

Nesta sexta-feira (1º), o governador Geraldo Alckmin autorizou a assinatura do contrato para fabricação de oito novos trens para a CPTM. As novas composições terão bagageiro e atenderão a Linha 13-Jade, que entrará em operação a partir de março de 2018, ligando o aeroporto internacional de Guarulhos à estação Engenheiro Goulart, na capital paulista. Com 12,2 quilômetros de extensão, o tempo de viagem está estimado em 15 minutos, com intervalos de 8 minutos.

Os trens serão fabricados pelo consórcio Temoinsa-Sifang, que venceu a licitação internacional com a apresentação da melhor proposta no valor de R$ 316,720.807,00 ante o orçamento limite que era R$ 319.251.011,08, gerando economia de R$ 2.530.204,08 aos cofres públicos. A aquisição dessa frota está sendo financiada com recursos do Banco Europeu de Investimento (BEI), que disponibilizou € 85 milhões para o Governo do Estado de S. Paulo.

As oito composições serão entregues em até 23 meses. Até a chegada dessas unidades, a operação da Linha 13 será realizada com novos trens do lote de 65, que estão sendo recebidos pela Companhia.

Características dos novos trens

Os trens terão oito carros cada, totalizando 170 metros de comprimento. A parte externa terá design arrojado e a interna oferecerá layout moderno e funcional, com salão contínuo de passageiros (passagem livre entre os carros). As composições terão também monitoramento com câmeras no interior e parte externa frontal.

Equipadas com tecnologia de ponta, as composições terão sinalização de bordo (CBTC, ATC e ATO), bagageiros, ar condicionado, iluminação interna com tecnologia de led’s, sinalização de abertura e fechamento de portas. Sistemas de detecção e extinção de incêndio, monitores multimídia e mapa de linha eletrônico completam esta nova série.

Os trens atendem as exigências das Normas Brasileiras de acessibilidade e contam com todos os dispositivos para orientar usuários com deficiências auditiva (mapa dinâmico) e visual (áudio), tais como: sinalização visual para identificação de assentos preferenciais, painel eletrônico para orientar o lado de desembarque e local das estações concomitante com áudio, espaço para cadeirantes e assentos preferenciais para pessoas com mobilidade reduzida ou deficiência física.

Siga-nos no Facebook!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*