Última edição do ano do Boteco da Diversidade, projeto socioeducativo do Sesc Pompeia, abre debate sobre direitos humanos

Maria Clara Araújo, Djamila Ribeiro e o vereador de São Paulo Eduardo Suplicy participam do bate-papo da noite

No dia 9 de dezembro, sábado, acontece a décima primeira e última edição do ano do Boteco da Diversidade, que ocupa a Comedoria do Sesc Pompeia em São Paulo desde de fevereiro. Com bate-papo, fragmento cênico e pocket show, o tema da vez são os Direitos Humanos, que esteve presente nas dez edições anteriores.

Contando com a participação de ativistas e artistas, alguns deles presentes nas outras edições, o Boteco de dezembro se propõe, a partir de ações artísticas e diálogos políticos, a prática do exercício de direitos, da consciência política, da cidadania e do respeito. “A retomada dos direitos humanos baseia-se na ideia de que é possível ‘reinventar a vida’, sem desigualdades sociais, sem racismo, sem discriminações, sem lesbo-homo-transfobia e demais opressões. Que as diferenças sejam respeitadas e valorizadas e as desigualdades, frutos de injustiças sociais, sejam enfrentadas e erradicadas”, diz a ativista Amelinha Teles.

A DJ Vivian Marques abre a noite com discotecagem, às 19h30. Fragmentos cênicos do espetáculo ‘Fome.doc’, da Kiwi Cia. de Teatro, traz princípios do teatro documentário e discute, sob diferentes ângulos, a fome no mundo. As artistas mulheres que compõe o projeto Rimas & Melodias fazem um pocket show em parceria com a rapper Preta Rara. Entremeando as intervenções artísticas, ativistas participam de um bate-papo sobre Direitos Humanos. Participam da mesa a prostituta Lourdes Barreto, a filósofa e colunista Djamila Ribeiro, a colunista transexual e deficiente em cadeira de rodas Leandrinha Du Art, a pesquisadora Maria Clara Araújo e o vereador da cidade de São Paulo, Eduardo Suplicy.

Foto: Divulgação

O Boteco da Diversidade é um projeto que existe desde fevereiro de 2017, com a iniciativa de ampliar a visibilidade política e artística de ações e assuntos vinculados à diversidade cultural e à defesa dos direitos humanos. Ao longo do ano, foram vários os encontros no Boteco com artistas, ativistas, temas e formatos inéditos a cada edição: Visibilidade Trans (fevereiro); Feminismo (março); Masculinidades (abril); Prostituição (maio); Sexualidade e Deficiência (junho); Visibilidade Gorda (agosto); Refúgio e Migração (setembro), Criminalização e Cárcere (outubro) e Etnias em Resistência (novembro).

Serviço:
Boteco da Diversidade: Direitos Humanos
Quando: dia 9 de dezembro, sábado – 20h
Local: Comedoria Sesc Pompeia
Endereço: Rua Clélia, 93 – São Paulo/SP
Grátis. Retirada de ingresso com 1h de antecedência.
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 18 anos.
Menores de 18 anos podem entrar acompanhados dos pais ou responsáveis.
Para informações sobre outras programações, acesse o portal sescsp.org.br/pompeia

Siga-nos no Facebook!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*